A Morte Não Existe

Mensagens, depoimentos e informações sobre a história da Joyce

Significado código de porque a morte não existe…

Escrito por Égueybê Rá Yam Tôalá  canalizado por Sérgio Almeida Ajabiim

Quinta-feira 17 de Novembro de 2011 16:00
www.uthoi.com.br 

[Canalização interativa por ocasião do Curso de Eloim Reiki Írisdiagnose, em Novo Hamburgo/RS, com a presença da Alma Persona Luminal Joyce Grossmann, assessorada por sua hierarquia sustentadora.]

Olá Crianças da Luz,

Convido-os a efetuar a miragem de qual lembrança não se caracterize como fator de regressão da possível situação que, em qualquer instante, dentre outros inúmeros motivos se fazem instante-pausa no próprio movimento mente pensante para o intelecto viajante. Aprende-se diante das diferenças de coisas que diferem, subtraindo por adquirir saber dos outros entre Si e por Si aos outros. Eles passam a ser destoantes para cada vivência nas nuanças que geram expectativas.

Considerando inclusive fatos que não deva possuir medo ou estranheza diante dos inúmeros caminhos, métodos, sentidos, roda, rota ou portas que apontem cada resposta e fatos. Por vezes não se consolidam entre outras perguntas no que possa ajudá-los quando se incluem nas práticas de naipes de ficheiros de experiências obsoletas. Ou então a possível experiência projetista como prática a quem se revele nem sempre se alinha com as verdadeiras necessidades. E o tempo não os habilitou nas fantasias enriquecidas por hologramas, emoções adquiridas por mensagens subliminares, esperanças entre as ansiedades hipnóticas que encobrem os sonhos e desejos de realizações de que os fatos poderiam ser fatores para se auto-conhecer.

A inquietude global é fato vexatório que se acumula ao querer não saber que tipo força usam. Sem direito de força, fazem farsa a quem oculta o que se acumula. Amontoam os derramamentos de sangue nas desigualdades da variante de classes, tecendo-se para haver esvaziamento na qualidade da Inteligência Empírica Espiritual. Entre as combinações genômicas, atua como fonte anulativa da independência por ser, em ser e para todo ser hipnóticos, sem forças que forcem a alimentação nos ficheiros de costumes paradoxais governistas das passarelas que sustentam inúmeros outros imbecis…

Entre os que conhecem, desconhecem o que devam conhecer!

Nas escadas atrás do muro dos laboratórios científicos existem míopes para o futuro que adotam.

Quem se auto-conhece para o que seja também verdadeiro o significado de existir a própria dúvida do real discernimento, provoca a fuga na própria personalidade do quão desejava ser LÍDER esmagarem!

A quem possuía honra com ética elevava a honestidade…

Aos verdadeiros doutrinadores da plenitude para que se convença coletivamente viver na via da vivência planetária…

Adeus!

Os bibliotecários garimpeiros sem história fogem os achados arqueológicos fantasmagóricos.

Nas escolas e universidades arquivam-se ditos filosóficos, simplórios memoriais mentais emocionais!

Convenções entre as convicções são simplesmente retóricas. Fatos são os vícios dos discursos que se adéquam para elevar a aliança dos contraditórios por contratos. Há épocas seivam o absurdo como absoluto que inflama para outras mudanças sem as reações imediatas por escravizar e sodomizar todos os normóticos acadêmicos sistêmicos.

Emparedam os espelhos das consciências aos que querem respostas, fortalecendo a consciência coletiva de inúmeros para que individualmente não saibam o que devam aprender a confiar em Si pelas próprias respostas?

Para os que educam o sistemático refrão “cada um que vive neste planeta é peça utensílio para o auto-desenvolvimento” significa que não faz muita diferença os arquivos de listas que regem a formas sem éticas, crimes, guerras. Tampouco a suposta justificativa que diz que Cada um é cada UM, contradizendo que Todos somos UM e, individualmente, independe que deva “Conhecer a Si mesmo”. Seria supostamente o reflexo do que não se faz no EU físico, mental e emocional para quem justifica o tabuleiro de transferência do desconhecido comum. Em Si não se sabe o que realmente auto-compreenda com consciência da autoconsciência, as divergências de quem não os ensinam a conhecer os planos da realidade da própria unidade da Alma Persona.

Significa que não devem elevar a Deus uma suposta tridimensionalidade do que não se conhece: o que seja realmente a tridimensionalidade da Auto-espiritualidade. Principalmente para o fator que os impede vivenciar na forma de seu plano físico ao que possa expandir, a consciência do seu Fractal vínculo para com Deus assim como com a fonte da própria Matriz do Espírito. Assim não devem fazê-lo justamente porque aparecerá alguém como opositor que anulará quem contestou…

Corra na contramão de sua disposição para ver além do eu exterior, o interior do seu EU. A mente, o corpo e o espírito possuem o próprio equilíbrio, adequando-se a toda realidade independente do que desejarem.

Isto faz sentido no sentir do silenciar a quem espera DEUS respostar.

Seja presença para sua PRECE PRESENTE na própria presença que se presencia a graça entre os Anjos, Santos, Arcanjos, Serafins, Querubins, Eloins, Espíritos Luminais. Façam-no para que o livre exercício de sua prece seja a existência das palavras do Verbo da abundante Vida. Que facilite estarem dentre outros níveis mais profundos do seu ser sendo Filhos do Eterno.

Confiar em Si para o que conheçam por Si será resposta aos outros que não sabem o que responder: qual é a verdade em sua vida para o que Deus permanece, os graus de níveis por Alma Persona, Alma Persona Luminal Qualificada. Esta última reconhece sempre o envolto da LUZ/AMOR e, automaticamente, aprende-se o que seja plenitude mais elevada do seu destino por estar vivenciado na Terra.

Quando um desencarnado reencontra a família na forma de Espírito Alma, a vida dos que ficam sente o vazio da presença física de quem partiu. Mas a presença vulto preenche as lacunas que recheiam a vida cheia de amor e alegria. Sentem que há milagres no significado código de porque a MORTE NÃO EXISTE…

Pouco a pouco aprendemos a nos comunicar com os códigos e, interiormente, confiamos em nossa própria verdade… Que em DEUS mais do que DEMAIS possuímos os verdadeiros merecimentos.

Amém.

Por Deus sejamos sempre conservados!

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: