A Morte Não Existe

Mensagens, depoimentos e informações sobre a história da Joyce

Arquivo para fevereiro, 2013

O Caminho da Ascensão é solitário, pessoal e intransferível!!!!

Queridos,
Tivemos este final de semana mais um curso de Cura Quântica Estelar, com o Rodrigo Romo.
Com quase uma centena de participantes entre novos curadores e reciclantes o curso foi um sucesso.
As iniciações ocorreram no sábado e no domingo, com o objetivo de agilizar, mas tanto Shtareer quanto Shiva acabaram passando uma riqueza de informações de modo que ambas as noites o trabalho passou da meia noite!

Quero destacar que em dado momento Shiva, palestrando disse: “O caminho da ascensão é solitário, pessoal e intransferível!”

Falou longamente sobre devoção – não devemos ser devotos deste ou aquele – devemos aprender a pensar e criar ou co-criar o nosso próprio caminho. Não devemos trilhar à sombra de quem quer que seja. A devoção condena o viajor a não ascensionar!

Oportunamente, se autorizada, postarei a palestra na integra.

Falou também sobre amar. Devemos nos amar em primeiro lugar. Como poderemos ‘amar ao próximo’ se não nos amamos.

Quero aproveitar para agradecer a presença de um grande grupo do Espaço Holístico “Semeando Luz” de Caxias do Sul. Vocês garantiram o sucesso deste curso. Espero que tenham aproveitado e que sigam no caminho da Luz e da Ascensão!
Estamos à disposição de todos, se precisarem!
Muito obrigada!

Fiquem na Luz!

Anúncios

A Terra esta doente! Vamos salvá-la!!

A Terra esta doente!

Joyce

Joyce

“Estou agora numa nave em missão de salvação planetária. A Terra está doente e cheia de erupções que necessitam de nosso auxílio. Temos que cicatrizar as feridas causadas por seus habitantes que não têm consciência de seus atos danosos.

A maldade caminha lado a lado com a bondade. Não temos como interferir nas suas decisões, pois a escolha dos atos é livre e pessoal. Podemos orientá-los como já o estamos fazendo há muito tempo, mas a escolha é de cada um.

Assim como fico feliz em ver tantos irmãos sendo tocados no seu despertar, abrindo seus corações e suas mentes para mudanças, também fico triste em ver tantos destruindo-se a si mesmos, ao próximo e o planeta. Estão destruindo a sua casa, o seu habitat, o futuro dos seus.

Nossas realidades se mesclam e temos o dever de acompanhá-los emanando energias de amor para que apazigúem seu prazer de destruição. O poder bloqueia os sentimentos puros que vocês têm guardados lá no fundo de seu ser. Tentem deixá-los fluir, liberte-os para que sejam libertados da escravidão da maldade.

Seus atos são o espelho de seus sentimentos. Quando estamos enfermos, temos que procurar auxílio e medicação. Temos que buscar a nossa cura. Temos que procurar a solução de nossos problemas e não transferi-los ao próximo, ou à natureza.

A gravidade da irresponsabilidade é grande. Cada pensamento ou ato negativo gerado por nós, rebate sobre nós mesmos. Antes, porém, contaminam uma grande área em nossa volta, despertando sentimentos de rancor e ódio, desencadeando por sua vez, atitudes revoltantes de destruição.

Não é para isso que estamos aqui.

Não dói esta nossa proposta de vida inicial. Se por alguma razão fomos levados ao desvio de nossa meta, agora temos a oportunidade de retomá-la.

Este é o momento da conscientização. É o momento de revermos tudo o que temos feito que não estejam de acordo com as Leis Divinas. Sempre há tempo para reparos. Não percamos a oportunidade. Ela está em nossas mãos, nas nossas mentes, nos nossos atos. Sejamos dignos dela.

Que a luz do amor incondicional desça sobre cada um, iluminando-os agora e sempre.

Sejam centelhas do amor divino e verão o brilho intenso deste planeta se refletir no universo.

Eu sou Joyce, parcela do amor Divino.”

Fiquem na Luz!

Cursos do Rodrigo estão lotados!!!!!!!!!!!!!!

Cursos do Rodrigo estão lotados!!!!!!!!!!!!!!

Rodrigo Romo

Rodrigo Romo

Os cursos do Rodrigo este ano estão bombando! Com quase três meses de antecedência temos cursos lotados. Estamos procurando acomodar as solicitações da melhor maneira.

Como os cursos lotam, não só aqui, mas nas demais cidades, temos pessoas vindo de BH, SP, GO para garantirem sua participação ainda este ano!

A nossa sugestão é que vejam no site http://www.luizakehl.com.br a programação dos cursos aqui para Novo Hamburgo, e providenciem suas reservas com antecedência para evitar algum dissabor. Lembro que em princípio os cursos são ministrados em anos alternados, assim um determinado curso previsto para este ano possivelmente será apresentado novamente apenas em 2015.

Lembro que posso auxiliar nas reservas de hotel e com suporte logístico para os alunos.

Espero que esta programação do Rodrigo atenda a todas as solicitações que tivemos!

Fiquem na Luz!

Cursos e Atendimentos do Sérgio Almeida Ajabiim

Sérgio Ajabiim

Sérgio Ajabiim

Queridas Amigas e Amigos,

Como já consta do nosso site http://www.luizakehl.com.br o Sérgio estará vindo no decorrer deste ano duas vezes por mês. Algumas datas publicadas poderão sofrer alteração, mas em princípio ele ministrará todos os cursos da primeira etapa do sistema Elohim Reiki.

Listo a seguir os cursos na seqüência em que acontecerão: Tronados, Elohins, Viajantes, Universo do nosso Corpo, Cristaloterapia, Concílio dos Elohins, Irisdiagnose e Meditando para auto-conhecer. Haverá um novo curso, de Ervas na cura física e espiritual assim que for publicado o novo livro.

Pretendo mantê-los informados sobre eventuais alterações.

Sugiro anteciparem suas reservas para os atendimentos já que a procura tem sido grande e os horários disponíveis são limitados.

Espero que esta freqüência de visitas possa permitir o atendimento de todas as reivindicações que tivemos ao longo do tempo!

Fiquem na Luz!

As Lembranças fazem parte de nossa vida!

Luiza Kehl

Luiza Kehl

Após uma agradável visita que fizemos em companhia da Cáren, Duca e meu marido à Vera Denise Nunes Borba, no seu espaço em Lajeado RS, encontrei este texto da Joyce no livro, e entendi ser apropriado divulgá-lo já que foi uma experiência de rememorações que tive. É sempre bom re-visitar nossas lembranças.

“As lembranças fazem parte da nossa vida. Elas representam uma soma de experiências vividas ao longo de nossa existência. Muitas são boas, muitas são desagradáveis. Mas devemos ter em mente que todas somaram para formular nossos conceitos.

As lembranças são momentos vividos e, devem ser respeitadas. Se muitas nos trazem dissabores, outras nos trazem alegrias e são nestas alegres que devemos nos apegar. Lembrar de pessoas, situações e momentos que nos fazem felizes, só acrescentam.

A vida é feita de somatórios. Passamos por várias situações e cada uma delas fica registrado no nosso arquivo mental. Abri-lo é como folhar um álbum de fotografias onde se pode vivenciar relembrando cada fato. São registros que formam nossa existência. É o conjunto do que somos.

Relembrar é viver novamente os momentos felizes que tivemos, por isso devemos procurar lembrar dos bons. Os momentos ruins foram experiências que não saíram como gostaríamos, mas com certeza também nos ensinaram algo.

Por outro lado, não devemos viver das lembranças, pois aquelas experiências boas ou ruins foram importantes naquele momento, naquela situação. Hoje, agiríamos diferente porque nosso conhecimento é diferente daquela época. Isto é normal uma vez que nós estamos evoluindo. As experiências daquela época somaram para nossa transformação de hoje. Como filhos em evolução constante, devemos buscar sempre novos caminhos, novas atitudes. Voltar ao passado significa regredir e não é isto que devemos almejar.

Sejamos nós mesmos em cada momento vivido, em cada situação apresentada, pois é através dos desafios da vida que buscamos a lapidação de nosso ser.”

Fiquem na Luz!

Alcance a visão do desejo

Alcance a visão do desejo
Escrito por Égueybê Rá Yam Tôalá
Quarta feira, 13 de Fevereiro de 2013 03:12
http://www.uthoi.com.br

Olá Crianças da Luz,
O que querem por querer de si mesmos na intenção chave como autoajuda? Caso pudessem certificar que tipo de qualidade expressa reconhecer o quadro do valor ao próprio DOM (Divinização da Onipresença na Mente) fariam naturalmente a prática, exercício, colaboração e participação para si e ao próximo independente das diferenças como sensação de perda de algo.
Algumas coisas que se vexam nem sempre correspondem a perdas. Estão, pois, no labirinto de passagem dos conflitos de conquista não como desbravador de si. Envereda-se com alguma lembrança inqualificada e indeterminada em alguns momentos dos acasos surpresa. Vinculam-se em estilo e aparência igual a determinados tipos de vivências quase passageiras traduzidas na forma de irritabilidade. Isso poderá incomodar e se transformar com impulso de desejo turvado, somando cada interpretação aos supostos ralos das variações de hologramas gerados por terceiros. Tais hologramas se misturam à imaginação e, por vezes, a algumas criações difusas que ofusca a intuição, transpondo assim quadros de turvamento identificados com lembranças atemporais de qualquer lugar incomum.
Quando surge lembrança de algo passado como vivência, nem sempre é recordação. Pode ser quadro interligado à insatisfação de relacionamento familiar na circunstancial inqualificação da própria relação entre humanos inquietos para dominar ou ser dominado.
Nem sempre essas transferências sentidas poderão ser consideradas malditas por estarem encarnacionadas no seio familiar em meio à bagatela de parentesco nas vielas, vilas, favelas, bairros, cidades, países ou nações tão somente do planeta Terra. Detém como noção substituta para encontrar outro ponto de passagem, uma “recordação especial” para que toda sensação de insatisfação corresponda à psique com o quadro de especialidade espiritual dos vultos nessa histologia.
Muitos poucos reconhecerão o próprio sentido de divinização particular para quem diz existir humanos especiais que podem enriquecer no gozo do imaginável desejo glorioso de serem santos. De quem pode fazê-lo como efeito de sustentação de outras hierarquias quaisquer vezes o número aproximável do suposto quadrante por dimensão no habitat de cada Mestre Mentor, Amparador e Sustentador. Tais Mestres não têm ligação com os tipos de causa do caos pessoal comum no incomum de todos os buscadores do conhecimento, ainda que esteja comprovada cientificamente com a paranormalidade para os normais dos tablados sociais.
A poeira primitiva primária antes do cosmo vaga, voa e viaja por toda extensão sem referência da ossada da não Criação de quem criou outras criações. Não se atrela à recordação por inúmeros motivos de outrem que, com razão, ficam sem razão a cada circunstância. Isso jamais despertará o sentido de conhecer a causa que provoca a existência dos Seres Peregrinos do Eterno para os Seres Viajantes do Eterno. Faz diferença migrar como passagem e encarnar na forma de resposta sendo algum tipo de viajante por pontos de passagem. Cada humano tem de recordar o que vivenciou em meio aos corredores de dobras dos Superuniversos Centrais da Criação de Deus e os Superuniversos do Sistema do Cinturão de Fótons da Fonte Que Tudo É. São as submatrizes de certeza dos universos propagadores expansionais evolucionais. Desde quando alguém entende como foi elaborado o princípio do criacionismo ou os inúmeros planetas para querer ter certeza de tudo que os faz ficarem insatisfeitos enquanto desconhecem o porquê não conhecem a si mesmos?
Quando no exercício da projeciologia, têm lógica de conformação na investigação do que não sabem conhecer por si mesmos.
Expie a expiação da meditação, oração, reza e prece no que lhe aparece!
Nem sempre o que se perde poderá ser achado, principalmente quando a emoção gera sensação de perda e vexame no sentido que não faz sentido. A força que força não responde a resposta da satisfação por causa de outra razão provocando vários tipos de circunstâncias.
De forma holística e modernamente quântica, ninguém até os dias atuais (mesmo quem não se considera infernal) ouviu os hinos do coro dos anjos. Ninguém poderá gritar que alguma trombeta está desafinada entre a 14ª e 8ª nota dimensional anunciando a descida de alguém que não provém do contrato consorciado com o sistema da Roda de Samsara.
Lá, no muro das lamentações, alguém sempre estará presente na fila de espera da próxima corrida de concorrência dos desencarnados vindouros. Buscam identificar o Mestre, Mentor, Amparador, Protetor, Senhor ou Guia da própria catequização quântica. Tentam reencontrar o novo milagre de acompanhá-los por saber que, encarnacionalmente os sustentarão como Mestres futuristas da nova fraternidade pós-quântica além do Cinturão de Sirius.
No futuro próximo de ontem, a psicocriatividade não será constituição como imaginação quântica dos outros.
Na fronteira do espaço de Plêiades, divulga-se que está para acontecer o último lance do leilão de liquidação por dobra dimensional. Ocorrerá para quem puder sustentar outras hierarquias que não foram adotadas por estarem presas a portais dimensionais não divulgados dos próximos anos.
Na via das supercordas está acontecendo o novo engarrafamento de sensitivos operários do paraíso não fiscal das metrópoles das boreais por pulsares vendavais.
Sem silvos ou bem-te-vis, mancham os colibris.
As cifras numerárias não são contadas com os contadores do tempo dos possíveis clones de outras réplicas para os códigos de barras. Chips não identificarão quem são os vivenciadores experimentais re-encarnacionais dos mortais experimentais de todos os humanos cunhados como especiais.
A raiz da paternidade e maternidade da origem humana não se assemelhará a uma descoberta na mesma intenção da pólvora. Tampouco será o achado da maravilha da roda muito antes da última espaçonave que vagou na forma de relíquia ou o motivo pelo qual os continentes sofreram o dilúvio mais recente por tsunami de facões sociais. Há deuses não astronautas em caravelas marítimas que tornarão outras ogivas mega-atômicas.
Métrica não possui o som de nenhum tom, nem tetratons para Metraton. Não se esqueçam de tomar seus chás fitoterápicos com bolacha sintética radioativa para poderem examinar o último código numerário nos pegue-pague dos laboratórios de análises clínicas pró-genéticas. Como se isso facilitasse identificar o nome do próximo guardião estelar que os sustentará durante os momentos ensaístas tibetanos na congênita regra da diagnose de precisão.
Vejam que maravilha! Os batedores siderais de ontem não serão mais perturbados pelos humanos neuro-psico-emocionais do amanhã, pois estão surgindo novos chips similares a placas de oferta com a seguinte interpretação: o que podemos fazer para ajudar?
Simpaticamente, não existirá mais simpatia para eliminar a sensação de perda e culpa por reconhecer em si que encarnou no planeta Terra.
Há uma placa anômica no museu metropolitano de Betelgeuse onde um humano terreno escreveu: o desuso dos Comandantes Estelares. Essa menção os novos curados siderais se sentirem melhores, mas os feiticeiros, não.
Há uma nova simpatia de consolo para quem foi deixado nas confederações e fraternidades pelas correntes dos portais principais. Ela está na seletividade dos humanos que prosseguem com doutrinas antigas secretas de automatizações científicas, polidas e impessoais do congresso quântico que elevará a freqüência do brilho exótico do DNA do poder humano seguinte.
Chegará a vez de alguém poder fazer alguma coisa independente de qual força os Universos possam influenciar.
A partir do Nada, haverá transformações de coisas para aqueles que saberão não transformar ao desfazer a criação do idealismo da ilusão. Ocorrerá quando outros “seres” não forem chamados de deuses, ou seja, quando as semelhanças não se igualarem a outras imagens.
A própria natureza possui poder pré-potente que predomina no destino de outras naturezas. Acontece independente de saberem que o sobrenatural transmuta o meio da osmose de outrem sem a impressão de que algo se inicia em algum ponto quando termina o que nada inicia em ponto algum ou em alguém. Tampouco há por aí o contato direto com outra hierarquia fazendo sentir a certeza de que as outras dimensões se sustentam por sua vivência terrena.
Quem conseguir enxergar o movimento motivador do desejo de ver o efeito alimentará o cálculo do desapontar da existência no infinito ponto de convergência que, no universo, conduz ambas as fontes.
O caminho de um só para o caminho de cada um, só.
Todos os seres são naturais pela própria natureza natural que faz a evolução tornar-se informal.
O que deprime alguns humanos é querer compreender a reação do fruto da reação primitiva sem entender a arqueologia da geometria da formação dos universos finitos para o infinito da Criação infinita na origem de todas as coisas.
Não alcancem a visão do desejo se o desejo não lhes dá a certeza de que alcançaram o autoconhecer do Eu Não Sou do Eu Não Sou para o qual Sois o Eu Sou do Sou Eu Sou. Não entenderão o que não conheceram, como conhecer e o que não se saberá: como é que foi a própria captação, concepção e tração do Espírito Matriz. Não conseguirão nem mesmo acessar o símbolo pessoal como Anjo encarnacional na característica natural de sentir claramente expresso viver o propósito do programa do Verbo de Deus.
Ser filho do outro não significa que deva dispersar o Deus desconhecido como tutor da adoção terrena. Significa que algumas sensações de adoração devem ser repassadas ao patamar da própria sabedoria na memória sobre si.

Fiquem na Luz!

Novo realinhamento na Luz Íntima particular

Coloco agora nova mensagem canalizada por Sergio Ajabiim:

“Olá Crianças da Luz,
Neste momento, eventos se propagam na cronologia contínua deste tempo para ser nova Era. Acontece para ser efeito de desprogramação daquilo que fazia parte das antigas profecias em meio às aberrações ao não provável das probabilidades do tempo vir ser ajuste de realizações das façanhas espetaculares que viajam por entre os Elementos Cósmicos que possa revelar as grandes variedades de matérias da natureza efeito expansão vezes o processo que cada evento divide em atos e fatos para o desprendimento de todos.

Cada detalhamento que é importante à vida dá vida a toda estrutura cósmica planetária por fenômenos não observáveis. Considerar a delimitação do sagrado simbolismo atribuído ao liga os átomos dos corpos e do Subfractal da Alma do Espírito da Submatriz do Espírito Matriz pertence à programação do Eterno indivisível e indestrutível. Não poderá ser transformado em fatos quânticos espirituais, mesmo durante as vivências por qualidade de não-fenômenos da persona encarnacionada (Alma Persona). Ela receberá os benefícios de energias que estão sendo enviadas por tipos de raios diferenciados migrados a partir do núcleo do Sol do Superuniverso Sustentador do sistema do Sol Central da galáxia da Terra. Tais raios estão atuando e atravessando inúmeras poeiras de luz por proporção de fótons ativadores que variam em níveis de sensibilidade.

Os efeitos benéficos da nova sustentabilidade atingirão inúmeros planetas que gozam do privilégio de estar na zona de ressonância dos quadrantes ecológicos (força da linha temporal). O pulsar magnético terá contagem que se acumulará a cada quatro meses, havendo uma pequena parada cíclica de microssegundos de giro do tombamento solar.

Cada quadro por evento agirá com movimento anti-horário em relação ao giro das galáxias na modesta habilidade dos íons/raios pulsar luminais acoplados aos esféricos ectoplasmas de ajuste da força de sustentabilidade da grande diversidade cosmo-planetária e da teia alimentar da histologia evolucionista genética de diversas espécies para o complexo humano.

Serão considerados os requisitos de trabalhos espirituais administrados pelas Supra Naves-Mães dos Engenheiros Eloínicos dos sistemas dos Superuniversos. Eles atuarão gradativamente na nova zona de divisa cosmo-celeste entre o Equador e o Relógio Cósmico de eternificação. Inúmeros planetas serão sensibilizados por incontáveis sistemas interligados a interdependências da teia quântica por estrutura. Assim ocorrerá na complexidade de cada ser vivo. Das importâncias vitais às interconexões com a energia da Essência Vital do Sopro da Vida.

As mudanças hão de acontecer pela linha da existência e serão diferenciadas para cada persona individualmente. Nesse grau os fatores que somatizam hologramas nem sempre significarão evoluir para compreender a ressonância de freqüências das heranças vinculadas às gerações. Diferencia-se do quadro de ancestralidades pela importância de freqüência das árvores dos Espíritos Luminais em meio a Comandantes Estelares, Santos, Anjos, Orixás, Arcanjos, Mestres Ascensionais por facções de idolatrias. Nas tendenciosas fatias xamânicas, quânticas, Melquizedeck e apométricas, a freqüência de brilho dos novos DNA por família estelar será como centro de outras famílias com extremidades mais restritas a cada dia vindouro.

As realizações do homem para o que pertence a Deus não se estendem ao lírio dos quintais dos outros girando ao redor.

De forma quase grosseira, haverá ligações a quem diz estar preso ao planeta por natais que estão desfeitos. As novas astrologias que mudarão a visão dos próximos problemas e nem sempre serão universais para as questões cósmicas. Nem mesmo para qual família e sociedade podem ser salutares na verdade da sabedoria humanitária entre uns e outros aos demais concorrentes terceirizados também naturalmente.

Ao desfrutar a vida pela lógica do improvável despoluidor dos rios, lagos, praias, mares e oceanos do coletivo acusativo ao indivíduo, será obscuro meditar o Namastê do bem querer.

Quem desfruta a Kama Sutra da kundalini não contém a culpa na falta do amor. Mas qual alegria é a alegoria do encontro do Mestre Interior daquilo que pertence ao Eu não Sou, Eu não Sou do Não Sou Eu Sou que Sou?

Olhai o filho do outro cujo filho não será de quem vive o amor que pertence às escrituras sagradas não mencionadas.

No reflexo do desejo, não desejem ser um dos deuses mitológicos do passado dentre heroísmos consagrados. Tampouco o façam por critérios que não conhecem qual amor é puro para a caridade dos próximos, na misericórdia das discórdias, não sendo castigo imaginar como manifesto de amor puro.

Busque responder a própria insatisfação desconhecida por não saber autoconhecer qual prazer necessita alimentar o livre arbítrio do Namastê sem castigar a si mesmo.

Criem o novo travesseiro eterno para compreender o auto-relacionamento da saúde psicofísica, psicomental, psicoemocional e psicoespiritual no estagnado pensamento projetista da alegria dos outros.

Abandonem a competição que os aborrecem quando a idolatria os exterminar para ser o ninguém do alguém dos ninguéns dos outros.

Por isso, sejam gratos aos ingratos degraus que não saberão subir.

A vindoura expressão de conexão por sonhos de nova vida possuirá informações não mais serão profecias coletivas. Pertencerá a viver a roda cíclica da própria auto-harmonização e se expressará gradativamente para o novo realinhamento na Luz Íntima particular de cada um por todos. Assim acontecerá a quem agir com a energia da conexão para a própria sociabilização. Por níveis de evidências, refletirá a autocompreensão, pensamento, sentimento e ação a fim de que a união se torne a persistência necessária no que se é e para o que é a verdadeira Vida.

Conquistem a Paz Profunda!”

Escrito por Égueybê Rá Yam Tôalá
sexta-feira, 01 de Fevereiro de 2013 09:15
http://www.uthoi.com.br

Fiquem na Luz!