A Morte Não Existe

Mensagens, depoimentos e informações sobre a história da Joyce

Alcance a visão do desejo

Alcance a visão do desejo
Escrito por Égueybê Rá Yam Tôalá
Quarta feira, 13 de Fevereiro de 2013 03:12
http://www.uthoi.com.br

Olá Crianças da Luz,
O que querem por querer de si mesmos na intenção chave como autoajuda? Caso pudessem certificar que tipo de qualidade expressa reconhecer o quadro do valor ao próprio DOM (Divinização da Onipresença na Mente) fariam naturalmente a prática, exercício, colaboração e participação para si e ao próximo independente das diferenças como sensação de perda de algo.
Algumas coisas que se vexam nem sempre correspondem a perdas. Estão, pois, no labirinto de passagem dos conflitos de conquista não como desbravador de si. Envereda-se com alguma lembrança inqualificada e indeterminada em alguns momentos dos acasos surpresa. Vinculam-se em estilo e aparência igual a determinados tipos de vivências quase passageiras traduzidas na forma de irritabilidade. Isso poderá incomodar e se transformar com impulso de desejo turvado, somando cada interpretação aos supostos ralos das variações de hologramas gerados por terceiros. Tais hologramas se misturam à imaginação e, por vezes, a algumas criações difusas que ofusca a intuição, transpondo assim quadros de turvamento identificados com lembranças atemporais de qualquer lugar incomum.
Quando surge lembrança de algo passado como vivência, nem sempre é recordação. Pode ser quadro interligado à insatisfação de relacionamento familiar na circunstancial inqualificação da própria relação entre humanos inquietos para dominar ou ser dominado.
Nem sempre essas transferências sentidas poderão ser consideradas malditas por estarem encarnacionadas no seio familiar em meio à bagatela de parentesco nas vielas, vilas, favelas, bairros, cidades, países ou nações tão somente do planeta Terra. Detém como noção substituta para encontrar outro ponto de passagem, uma “recordação especial” para que toda sensação de insatisfação corresponda à psique com o quadro de especialidade espiritual dos vultos nessa histologia.
Muitos poucos reconhecerão o próprio sentido de divinização particular para quem diz existir humanos especiais que podem enriquecer no gozo do imaginável desejo glorioso de serem santos. De quem pode fazê-lo como efeito de sustentação de outras hierarquias quaisquer vezes o número aproximável do suposto quadrante por dimensão no habitat de cada Mestre Mentor, Amparador e Sustentador. Tais Mestres não têm ligação com os tipos de causa do caos pessoal comum no incomum de todos os buscadores do conhecimento, ainda que esteja comprovada cientificamente com a paranormalidade para os normais dos tablados sociais.
A poeira primitiva primária antes do cosmo vaga, voa e viaja por toda extensão sem referência da ossada da não Criação de quem criou outras criações. Não se atrela à recordação por inúmeros motivos de outrem que, com razão, ficam sem razão a cada circunstância. Isso jamais despertará o sentido de conhecer a causa que provoca a existência dos Seres Peregrinos do Eterno para os Seres Viajantes do Eterno. Faz diferença migrar como passagem e encarnar na forma de resposta sendo algum tipo de viajante por pontos de passagem. Cada humano tem de recordar o que vivenciou em meio aos corredores de dobras dos Superuniversos Centrais da Criação de Deus e os Superuniversos do Sistema do Cinturão de Fótons da Fonte Que Tudo É. São as submatrizes de certeza dos universos propagadores expansionais evolucionais. Desde quando alguém entende como foi elaborado o princípio do criacionismo ou os inúmeros planetas para querer ter certeza de tudo que os faz ficarem insatisfeitos enquanto desconhecem o porquê não conhecem a si mesmos?
Quando no exercício da projeciologia, têm lógica de conformação na investigação do que não sabem conhecer por si mesmos.
Expie a expiação da meditação, oração, reza e prece no que lhe aparece!
Nem sempre o que se perde poderá ser achado, principalmente quando a emoção gera sensação de perda e vexame no sentido que não faz sentido. A força que força não responde a resposta da satisfação por causa de outra razão provocando vários tipos de circunstâncias.
De forma holística e modernamente quântica, ninguém até os dias atuais (mesmo quem não se considera infernal) ouviu os hinos do coro dos anjos. Ninguém poderá gritar que alguma trombeta está desafinada entre a 14ª e 8ª nota dimensional anunciando a descida de alguém que não provém do contrato consorciado com o sistema da Roda de Samsara.
Lá, no muro das lamentações, alguém sempre estará presente na fila de espera da próxima corrida de concorrência dos desencarnados vindouros. Buscam identificar o Mestre, Mentor, Amparador, Protetor, Senhor ou Guia da própria catequização quântica. Tentam reencontrar o novo milagre de acompanhá-los por saber que, encarnacionalmente os sustentarão como Mestres futuristas da nova fraternidade pós-quântica além do Cinturão de Sirius.
No futuro próximo de ontem, a psicocriatividade não será constituição como imaginação quântica dos outros.
Na fronteira do espaço de Plêiades, divulga-se que está para acontecer o último lance do leilão de liquidação por dobra dimensional. Ocorrerá para quem puder sustentar outras hierarquias que não foram adotadas por estarem presas a portais dimensionais não divulgados dos próximos anos.
Na via das supercordas está acontecendo o novo engarrafamento de sensitivos operários do paraíso não fiscal das metrópoles das boreais por pulsares vendavais.
Sem silvos ou bem-te-vis, mancham os colibris.
As cifras numerárias não são contadas com os contadores do tempo dos possíveis clones de outras réplicas para os códigos de barras. Chips não identificarão quem são os vivenciadores experimentais re-encarnacionais dos mortais experimentais de todos os humanos cunhados como especiais.
A raiz da paternidade e maternidade da origem humana não se assemelhará a uma descoberta na mesma intenção da pólvora. Tampouco será o achado da maravilha da roda muito antes da última espaçonave que vagou na forma de relíquia ou o motivo pelo qual os continentes sofreram o dilúvio mais recente por tsunami de facões sociais. Há deuses não astronautas em caravelas marítimas que tornarão outras ogivas mega-atômicas.
Métrica não possui o som de nenhum tom, nem tetratons para Metraton. Não se esqueçam de tomar seus chás fitoterápicos com bolacha sintética radioativa para poderem examinar o último código numerário nos pegue-pague dos laboratórios de análises clínicas pró-genéticas. Como se isso facilitasse identificar o nome do próximo guardião estelar que os sustentará durante os momentos ensaístas tibetanos na congênita regra da diagnose de precisão.
Vejam que maravilha! Os batedores siderais de ontem não serão mais perturbados pelos humanos neuro-psico-emocionais do amanhã, pois estão surgindo novos chips similares a placas de oferta com a seguinte interpretação: o que podemos fazer para ajudar?
Simpaticamente, não existirá mais simpatia para eliminar a sensação de perda e culpa por reconhecer em si que encarnou no planeta Terra.
Há uma placa anômica no museu metropolitano de Betelgeuse onde um humano terreno escreveu: o desuso dos Comandantes Estelares. Essa menção os novos curados siderais se sentirem melhores, mas os feiticeiros, não.
Há uma nova simpatia de consolo para quem foi deixado nas confederações e fraternidades pelas correntes dos portais principais. Ela está na seletividade dos humanos que prosseguem com doutrinas antigas secretas de automatizações científicas, polidas e impessoais do congresso quântico que elevará a freqüência do brilho exótico do DNA do poder humano seguinte.
Chegará a vez de alguém poder fazer alguma coisa independente de qual força os Universos possam influenciar.
A partir do Nada, haverá transformações de coisas para aqueles que saberão não transformar ao desfazer a criação do idealismo da ilusão. Ocorrerá quando outros “seres” não forem chamados de deuses, ou seja, quando as semelhanças não se igualarem a outras imagens.
A própria natureza possui poder pré-potente que predomina no destino de outras naturezas. Acontece independente de saberem que o sobrenatural transmuta o meio da osmose de outrem sem a impressão de que algo se inicia em algum ponto quando termina o que nada inicia em ponto algum ou em alguém. Tampouco há por aí o contato direto com outra hierarquia fazendo sentir a certeza de que as outras dimensões se sustentam por sua vivência terrena.
Quem conseguir enxergar o movimento motivador do desejo de ver o efeito alimentará o cálculo do desapontar da existência no infinito ponto de convergência que, no universo, conduz ambas as fontes.
O caminho de um só para o caminho de cada um, só.
Todos os seres são naturais pela própria natureza natural que faz a evolução tornar-se informal.
O que deprime alguns humanos é querer compreender a reação do fruto da reação primitiva sem entender a arqueologia da geometria da formação dos universos finitos para o infinito da Criação infinita na origem de todas as coisas.
Não alcancem a visão do desejo se o desejo não lhes dá a certeza de que alcançaram o autoconhecer do Eu Não Sou do Eu Não Sou para o qual Sois o Eu Sou do Sou Eu Sou. Não entenderão o que não conheceram, como conhecer e o que não se saberá: como é que foi a própria captação, concepção e tração do Espírito Matriz. Não conseguirão nem mesmo acessar o símbolo pessoal como Anjo encarnacional na característica natural de sentir claramente expresso viver o propósito do programa do Verbo de Deus.
Ser filho do outro não significa que deva dispersar o Deus desconhecido como tutor da adoção terrena. Significa que algumas sensações de adoração devem ser repassadas ao patamar da própria sabedoria na memória sobre si.

Fiquem na Luz!

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: