A Morte Não Existe

Mensagens, depoimentos e informações sobre a história da Joyce

Arquivo para agosto, 2017

A CRIOGENIA ENCARNACIONAL TERRESTRE

Fonte: A CRIOGENIA ENCARNACIONAL TERRESTRE

Anúncios

Hoje é 3 de agosto. Há 17 anos a Joyce partiu para seguir sua missão.

Joyce

Joyce

Hoje é 3 de agosto. Há 17 anos a Joyce partiu para seguir sua missão. Faria, se ainda encarnada, entre nós, 31 anos em dezembro. Há 14 anos psicografei a primeira mensagem da Joyce:

“Oi Mãe,

Finalmente vamos poder iniciar nosso trabalho. Fomos autorizadas pelos superiores. Vamos poder nos comunicar diretamente, sem intermediários. No começo vai ser um pouco difícil, mas, aos poucos, vamos conseguir nos unir numa só. Espero que nosso trabalho possa ser exemplo para outros casos semelhantes, comprovando que o Amor vence tudo, inclusive o tempo. Que o Amor é forte e invencível. É uma chama que nunca se apaga. Alguns podem deixar de ‘ver’ a chama, mas ela sempre estará lá. Basta sentir! É tão fácil! ” 

(Por alguns segundos tudo se apagou, como se tivesse desligado um fio da tomada. Não consegui entender o que acontecia. Pensei: e agora? Já acabou? Respirei fundo e então ela continuou):

“No começo é assim: a conexão vai e vem. Parece linha telefônica, que de repente fica muda e depois restabelece o contato. 

O que quero dizer é que isto é apenas o início. Vamos ter momentos de muito trabalho pela frente. Estou me preparando dia a dia para poder também te ajudar, facilitando o contato. Estamos aprendendo juntas. Isto é lindo! Lembra que a gente sempre queria fazer um trabalho juntas quando eu ainda estava aí? Então, chegou a hora. Apenas o local é que estava fora do nosso conhecimento. Mas o fato é que está acontecendo. É muito bom poder trabalhar com quem se ama. Sou muito agradecida por tudo o que vocês fizeram por mim…”

(Uma vontade enorme de chorar apoderou-se de mim. Minha garganta estava tão estufada que parecia que ia explodir. Uma forte onda de emoção e soluços tomou conta do meu corpo, pois comecei a relembrar de nossos momentos vividos juntos e a saudade me sufocava…) Passados alguns minutos, ela continuou:

“Não raciocine. Deixe que eu fale, pois a emoção pode atrapalhar um pouco. 

Tive a melhor família que poderia ter, enquanto estive na Terra. Todos me deram muito amor e carinho. Diga à vovó que não me esqueço dela. Ela tem um trabalho bonito também para fazer. Ela está sendo muito lapidada. Ela tem muita bagagem e condições de entender tudo o que está acontecendo…

(Mais uma pausa… Acho que ela também sentiu…)

Outra hora continuamos… Tchau!

Amo todos vocês… 

Joyce” (8 de maio de 2003)

Esta foi a primeira canalização.

Ainda me emociono nesta data!

Fiquem na Luz!

Beijos, Luiza.

A Morte não Existe

A Morte não Existe