A Morte Não Existe

Mensagens, depoimentos e informações sobre a história da Joyce

Arquivo para Depoimentos

Depoimento de Paulo Todeschini

Recebi este depoimento que compartilho com vocês, e confesso que me emocionou:

“A/C LUIZA KEHL

Recebi nesta sexta-feira (25 de outubro) a obra A Morte não Existe. No mesmo momento, passei a ler o conteúdo. Não tive mais condições de interromper a leitura, de tal modo que, no sábado, pela amanhã, encerrei o conteúdo do livro. Na verdade, não se trata de um simples obra, mas, verdadeiramente, de um presente para todos que tiverem a sorte de recebê-la. Já li e folhei inúmeros escritos em torno de assuntos ligados a espiritualidade, desde os livros espíritas (doutrina e romance), evoluindo depois para a projeciologia. Aliás, foi através da projeção, que tive condições de comprovar, pessoalmente, a existência de outros planos/dimensões, especialmente o astral. ESSE LIVRO, NA MINHA ÓTICA, É UMA EXCELENTE OPORTUNIDADE PARA QUE TODOS NÓS DESPERTEMOS DE NOSSO REALIDADE TERRENA.
Involuntariamente ou não, você (permite a intimidade), nos presentou ou iluminou com esse livro maravilhoso.
Se tiveres um tempo, me proporcione outro presente, externando o que mudou na tua vida em face dessa oportunidade única, singular e extraordinária de compartilhar contato com esse espírito ou consciência maravilhosa de tua filha.
Obrigado mesmo.
Paulo Todeschini (residente em Porto Alegre).”
Beijos, e fiquem na Luz!

Sawabona Shikoba – vamos reaprender a não apontar dedos….

Há uma ‘tribo’ africana que tem um costume muito bonito.

Sawabona Shikoba

Sawabona Shikoba

Quando alguém faz algo prejudicial e errado, eles levam a pessoa para o centro da aldeia, e toda a tribo vem e o rodeia. Durante dois dias, eles vão dizer ao homem todas as coisas boas… que ele já fez.
A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom, cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade.
Mas às vezes, na busca dessas coisas, as pessoas cometem erros. A comunidade enxerga aqueles erros como um grito de socorro.
Eles se unem então para erguê-lo, para reconectá-lo com sua verdadeira natureza, para lembrá-lo quem ele realmente é, até que ele se lembre totalmente da verdade da qual ele tinha se desconectado temporariamente: ‘Eu sou bom’.
Sawabona Shikoba!
SAWABONA, é um cumprimento usado na África do Sul e quer dizer:
‘Eu te respeito, eu te valorizo. Você é importante pra mim’.
Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA, que é:
‘Então, eu existo pra você.
A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom, cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade. A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom, cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade. A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom, cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade.”

E como é difícil para nós elogiarmos e ressaltarmos s virtudes dos outro. Como é fácil criticar. Temos muito que aprender (ou reaprender) com essa tribo. Lembro-me de que quando iniciamos nossa caminhada espiritual na viagens à Abadiânia, um dos assuntos foi esse. E foi nos mostrado que quando apontamos o dedo a alguém temos três outros apontados de volta para nós mesmos. Conclui-se que quando apontamos dedos ou criticamos alguém, geralmente estamos colocando na outra pessoa nossos próprios defeitos!
Vamos todos tentar ser mais ‘africanos’.
Retirei a primeira parte do texto da internet, acrescentando os meus comentários.

Devemos incentivar sempre cada um…

Estou envolvida com minha mãe no hospital. Vejo muita coisa acontecendo ao redor. Vejo o quanto as pessoas precisam de uma ‘ajuda’, em todos os sentidos – uma palavra, um consolo, um incentivo.

Lembrei-me então de um texto da Joyce, que reproduzo a seguir, na integra, como a recebi – o contexto era outro, mas vale como um ‘empurrãozinho’ genérico:

“Mãe, parabéns pelo teu trabalho. Viste como os frutos começam a amadurecer? Cada Ser que desperta é uma luz a mais que brilha no céu. É uma alma a mais que procura pelo seu regresso à casa do Pai. Muitos vão iniciar esta procura e depois desistir. Mas a semente vai ficar germinando. Mais dia, menos dia, eles voltarão à procura do caminho.
Devemos incentivar sempre cada um, a qualquer momento. Sem forçar; sem pregações. Apenas com toque sutil. Mesmo porque no fundo, todos estão esperando o seu próprio despertar. Só um leve toque, muitas vezes é o suficiente. As pessoas estão entristecidas e no fundo aguardam desesperadamente por uma ajuda. Elas não têm coragem de assumir as mudanças sozinhas. Precisam de uma bengala. Pelo menos até “o motor pegar”. Depois podem andar por si mesmas. Mas não custa nada ficar ao lado, incentivando. Porque vocês dois, tu e o papi, sabem como é difícil. As provações são muitas e as vezes parecem maiores do que podemos suportar.

Por isso, o auxílio de alguém ao lado é muito importante, para que a persistência continue. Parabéns por tudo o que já conseguiram.

Amo vocês.
Joyce” (11 de junho de 2003)

Radiação Solar na Humanidade.

Recebemos a pouco do Rodrigo esta informação que ele canalizou, e que pela relevância – e para dirimir dúvidas – entendo que deve ser repassado:

“Olá amigos,
Recebi há poucos minutos o informe, que as mudanças no campo gravitacional e eletromagnético do nosso Sol Monmantia, são ajustes necessários para o salto vibracional que se iniciou no centro da nossa galáxia, a Via Láctea, há poucas semanas, e como efeito ressonante o nosso sol e todas as outras estrelas, vão reagir ampliando suas atividades nucleares.

Isso vai gerar um efeito colateral em todos os habitantes do universo desta galáxia, como foi determinado pelo Conselho Galáctico Shamuna, portanto dentro do programa Divino e do Conselho Eletromagnético Galáctico, que inclui diversos grupos de atuação planetária.

Esta situação também tem correlação com a proposta da Rede Mundial de Meditação da Cura Quântica Estelar, em sintonia com a Ordem Santa Esmeralda e as demais já descritas, para ajudar a estabelecer novos parâmetros de energia na sociedade terrestre entre a realidade física que vivemos e as do plano astral do planeta.

As nossas meditações de 5-feira serão parte de um ajuste semanal e continuo para as novas situações que devem ser aguardadas para o futuro das diversas realidades paralelas que possuímos na TERRA e nos outros mundos onde estamos vivendo com nossas almas gêmeas e fractais.

Não há com o que se preocupar, mas manter-se em equilíbrio e evitar divulgar coisas e informações desarmônicas, pois isso propaga o pânico e não ajuda a ninguém, nem a vocês mesmos.

Um grande abraço a todos,”

Rodrigo Romo, 12/08/2013 SP.

Beijos, e fiquem na Luz!

Giovanna Antonelli esta em Abadiânia….

A atriz Giovanna Antonelli esta em Abadiânia.

Giovanna Antonelli com o Médium João

Giovanna Antonelli com o Médium João

Ela tuitou o seguinte:
“João de Deus. Que experiência linda vivi hoje. Tanta gente com fé, em busca de Deus. Uma energia mágica e respeitosa. Emocionante”.

Fico muito contente que pessoas publicas como a Giovanna não só buscam amparo, como não tem receio de divulgar o fato. O trabalho maravilhoso que é realizado na Casa de D. Inácio tem que ser divulgado.

Para mim a emoção ainda é muita já que nossa caminhada espiritual consciente aqui na Terra iniciou-se ali, com a Joyce.

Beijos, e fiquem na Luz!

Link para ouvir o papo com Lizete Ozelame na Radio Caxias

Queridos, para quem quiser ouvir o bate-papo que meu marido John teve com a Lizete Ozelame na Radio Caxias na última terça-feira, vai ai o link: (obrigada Denisse!)

http://www.radiocaxias.com.br/portal/player/27562

Espero que possam comentar para que no futuro possamos melhorar nossas apresentações, já que nesse quesito somos todos amadores. Pessoalmente gostei. Obrigada querido John.

Lizete Alberici Ozelame

Lizete Alberici Ozelame

A repercussão tem sido muito boa, com diversos contatos de pessoas interessadas nos cursos do Rodrigo, e do nosso livro. É a audiência do “Persona Singular”, programa da Lizete, com grande penetração na região. Obrigada Lizete pela oportunidade!

Beijos e fiquem na Luz!

Conversem com Deus.Peçam ajuda ao seu anjo da guarda…

Encontrei hoje esta mensagem no livro de Joyce, página 233 da 3ª Edição. Quis então compartilhar com vocês!

Anjo da Guarda

Anjo da Guarda

“Felizes aqueles que têm fé e amor dentro de si.

Sabemos que grande parte da humanidade procura, mas não encontra. Na verdade não sabem nem o que procuram.

O despertar da consciência vem de dentro. Cada qual tem que encontrar um momento para si. Um momento em que possam ficar em silêncio, procurando respostas no seu interior. É uma prática que não requer grandes conhecimentos e que se pode obter respostas a todas as nossas dúvidas. Não precisamos para isto procurar lugares específicos, templos ou grupos. Nós somos nossos templos e dentro dele podemos nos recolher e passar horas isolados do mundo externo, sem interferências. Este gesto é cada vez mais constante entre a humanidade.

Vários estão sendo tocados para o despertar. Não precisamos temer o desconhecido, uma vez que nós próprios fazemos parte dele.
Precisamos apenas de um pouco de disciplina para determinar o momento e deixar fluir. Precisamos nos lapidar para entender as transformações que estão ocorrendo com cada um. Não podemos mais ficar inertes, apenas aguardando os acontecimentos. Nós fazemos parte deles e temos que trabalhar para ativá-los. A mudança depende de nós para maior resultado. De qualquer forma ela está acontecendo, independente da nossa vontade. Mas se ajudarmos, ela será maior, mais intensa e mais rápida. É o nosso momento de contribuição. Está na hora de parar de pedir, e fazer. Não podemos ficar de braços cruzados. Temos que caminhar todos juntos na mesma direção e levando o máximo de irmãos conosco, de mãos dadas, rumo à união universal.

Nosso planeta pede ajuda e nós podemos ajudá-lo, para o seu bem e nosso próprio. Nossa sobrevivência futura depende de nossos atos de hoje.

Estejamos, pois, conscientes de nossas atitudes. Vamos participar e trabalhar cada momento, cada vez mais, da conscientização, da paz e da prosperidade.

Estamos neste planeta para proteger e não só para usufruí-lo, muito menos para explorá-lo. Devemos no mínimo, mantê-lo como nos foi entregue, pois ele é a nossa morada nesta dimensão e temos que entregá-lo em condições iguais ou melhores aos nossos sucessores. Não procurem ser menos do que são. Sejam fortes e sabedores de conhecimentos. Resolvam seus problemas usando suas armas. Não são indefesos. Vocês são muito fortes. Busquem o que é seu e trabalhem.

Aprendam com a Fé e a abnegação.

Quando se gente deixa tudo correr normalmente, sem angústia, tudo se torna mais fácil. Lembre-se que tem pessoas com problemas muito mais graves que os seus e que sofrem menos porque tem mais fé.

Fé não é só acreditar em Deus.

Fé é aceitar Deus assim como ele é e não como nós rotulamos que ele seja. Deus é amor, é harmonia, é equilíbrio, é conhecimento. Ele simplesmente É.

Devem se espelhar na sua sabedoria para compreender mais, praticando o bem, procurando soluções e entregando-se ao seu Amor.

Nós somos parte dele, portanto temos condições de ser igual. E é para isso que temos que trabalhar.

Conversem com Deus.

Peçam ajuda ao seu anjo da guarda.

Eles ajudarão, e como!”

Mensagem sempre atual…
Beijos, e fiquem na Luz!

As Lembranças fazem parte de nossa vida!

Luiza Kehl

Luiza Kehl

Após uma agradável visita que fizemos em companhia da Cáren, Duca e meu marido à Vera Denise Nunes Borba, no seu espaço em Lajeado RS, encontrei este texto da Joyce no livro, e entendi ser apropriado divulgá-lo já que foi uma experiência de rememorações que tive. É sempre bom re-visitar nossas lembranças.

“As lembranças fazem parte da nossa vida. Elas representam uma soma de experiências vividas ao longo de nossa existência. Muitas são boas, muitas são desagradáveis. Mas devemos ter em mente que todas somaram para formular nossos conceitos.

As lembranças são momentos vividos e, devem ser respeitadas. Se muitas nos trazem dissabores, outras nos trazem alegrias e são nestas alegres que devemos nos apegar. Lembrar de pessoas, situações e momentos que nos fazem felizes, só acrescentam.

A vida é feita de somatórios. Passamos por várias situações e cada uma delas fica registrado no nosso arquivo mental. Abri-lo é como folhar um álbum de fotografias onde se pode vivenciar relembrando cada fato. São registros que formam nossa existência. É o conjunto do que somos.

Relembrar é viver novamente os momentos felizes que tivemos, por isso devemos procurar lembrar dos bons. Os momentos ruins foram experiências que não saíram como gostaríamos, mas com certeza também nos ensinaram algo.

Por outro lado, não devemos viver das lembranças, pois aquelas experiências boas ou ruins foram importantes naquele momento, naquela situação. Hoje, agiríamos diferente porque nosso conhecimento é diferente daquela época. Isto é normal uma vez que nós estamos evoluindo. As experiências daquela época somaram para nossa transformação de hoje. Como filhos em evolução constante, devemos buscar sempre novos caminhos, novas atitudes. Voltar ao passado significa regredir e não é isto que devemos almejar.

Sejamos nós mesmos em cada momento vivido, em cada situação apresentada, pois é através dos desafios da vida que buscamos a lapidação de nosso ser.”

Fiquem na Luz!

Muito obrigada, amada Mãe da Joyce

Muito obrigada, amada mãe da Joyce

Recebemos este e-mail da Chrys Hellen, de Mogi das Cruzes, São Paulo.
É uma mensagem que traduz com perfeição o deseja da Joyce, de levar consolo e conhecimento para todos os cantos do planeta, visando desmistificar o fato de sermos todos seres de Luz! Como achei apropriado, estou seguindo com a resposta que enviei a ela:

Capa do Livro da Joyce

Capa da Terceira Edição

Ola,
Acabo de ler o seu livro “A morte não existe” e sinto uma gratidão imensa pela oportunidade que a vida esta me dando em rever muitas atitudes, refletir sobre meu dia-a-dia e ter coragem para mudanças na minha percepção e ação para comigo e para com os outros

Por acaso, meu irmão chegou de Abadiânia com este livro. Disse que comprou, mas não conseguiu terminar. Eu olhei o livro e disse a ele que ele gastava dinheiro à toa… resolvi ler, mesmo assim e no mesmo dia, e senti uma paz imensa. Passei o domingo inteiro imersa no livro, e com uma sensação de leveza e amor, que há tempos não sentia.

Por pensar e falar demais, descobri que há tempos não era invadida por um silencio amoroso e uma sensação de preenchimento, pelas palavras da sua querida filha Joyce e pelo seu movimento tão sincero em compartilhar seu sofrimento e todo o processo em busca de compreensão e evolução.

Queria saber se você existia mesmo… rs e fiquei pensando que Joyce deve ser luz pura nos dias atuais, com uma evolução tão rápida…

Abençoados são os pais da Joyce e abençoada foi esta alma aqui na terra por ter tido vocês, que com amor e dedicação incansável cuidaram desta menina preciosa e a prepararam, de uma certa forma, para sua chegada ao Céu.

Eu espero conhecê-la um dia. Decidi me inscrever no curso de Reiki do Rodrigo Romo aqui em SP, e no momento estou na fila de espera e aguardo o tempo que for necessário e perfeito para eu iniciar nesta nova jornada de consciência e dedicação a novos conhecimentos e aplicação do Reiki. Estou ansiosa, confesso, quando penso demais, penso que isto e bobagem, mais um curso, será que isto é confiável… blábláblá. Vou ter que confiar na vida, no meu coração e mergulhar. Preciso calar minha mente.

Será que este livro chegou em minhas mãos por acaso? Será que é apenas um livro e bola pra frente, como já foram tantos outros… muitas questões? Ou será que esta na hora de eu vencer a minha mente preguiçosa e me preparar de fato para ser um instrumento útil de Deus?

Sou Psicóloga e atualmente trabalho com pacientes com Câncer. Sou ex-paciente de Câncer e espero fortalecer minha energia, minha saúde e trilhar nos caminhos que Deus me enviar.

Obrigada por me escutar e um dia lhe darei um abraço!
Muita luz e agora termino com uma oração que dedicarei a Joyce.
Chrys Hellen
Mogi das Cruzes SP

Bom dia Chrys,

Grata por tuas lindas palavras.
Fiquei emocionada e feliz, pois percebi que as palavras da Joyce te tocaram no coração. Este é o objetivo do livro. É despertar para algo maior que não aprendemos na escola nem às vezes na nossa própria experiência de vida.
Todos somos seres de Luz e estamos aqui nesta experiência terrena, resgatando tudo o que já tínhamos e já fomos em outras vidas para nunca mais perdermos a nossa referencia.
Aproveite esta nova percepção desabrochada e busque conhecer e resgatar historia da tua alma.
Nos existimos sim, e espero que possamos nos conhecer algum dia.
Quem sabe possas participar do curso de Cura Quântica com o Rodrigo aqui no Sul em março deste ano. Organizamos todos os cursos dele aqui.

Um grande abraço de Amor e Luz!

Sem mais palavras, fiquem na Luz!

Não Quero ninguém no cemitério!

Em 13 de agosto de 2001, dez dias após fazer sua passagem, Joyce enviou mensagem que finalizava com:

“…
Eu não quero ninguém no cemitério.
Eu não estou lá!
A morte não existe.
Eu estou viva
Eu estou bem
Eu estou feliz
Eu amo vocês.
Eu estou sempre com voces.
Beijos,
Joyce”

Agora, com a passagem do dia de ‘finados’ nos perguntamos se nossos pensamentos não deveriam ser direcionados para as lembranças boas do que passou e de regozijo com estas almas que fizeram parte de nossas vidas e hoje nos cuidam desde ‘o lado de la’.

Agora, em 30 de outubro de 2012 canalizei mensagem da Joyce que principiava por:

“Procurem através de muita leitura, cursos, e palestras o conhecimento para entenderem que o Universo é maior do que se imagina, que existe uma força maior que rege tudo, que planta suas flores e as colhe quando estiverem prontas.
Falar deste tema (morte) é desafiar uma cultura arraigada que nos foi passada de geração em geração, como uma receita de bolo de família. Ninguém ousou desafiar esta receita inovando seus ingredientes. Mas hoje, com a abertura de informações dos mais variados temas que “pipocam” em todos os cantos do planeta, manifestados através de seres de outras dimensões, podemos começar a fazer nossas próprias experiências alterando a receita do nosso bolo. Podemos ir adaptando a receita conforme fique melhor ao nosso paladar, ao nosso processo de amadurecimento, de expectativa e melhora de vida.”

Ofereço estes pensamentos para que cada um possa refletir, seguir seu coração e buscar cada vez mais o conhecimento da vida!

Fique na Luz!